Goji berry ajuda a emagrecer e melhora o sistema imunológico

By | Uncategorized | No Comments

 

Goji berry é aliado da dieta e diminui celulites - Foto: Getty Images
Goji berry é aliado da dieta e diminui celulites

O goji berry é o fruto da planta Lycium barbarum, originária das montanhas do Tibet. Ele se destaca por ser rico em vitamina C, nutriente que melhora o sistema imunológico, o humor e evita problemas oftalmológicos e derrames e ajuda aemagrecer. Além disso, a fruta tem ação antioxidante e anti-inflamatória, equilibra os níveis do colesterol e protege o coração e o cérebro.

O goji berry ainda ajuda a diminuir as celulites e previne o diabetes e o câncer. O alimento é a maior fonte conhecida de carotenoides e por isso contribuir para evitar problemas de visão e pode proporcionar fotoproteção adicional em pessoas mais suscetíveis aos raios ultravioletas.

Nutrientes do goji berry

100 gramas de goji berry contam com 50 vezes mais vitamina C do que uma laranja. Este nutriente é responsável por uma série de benefícios para o organismo. A vitamina C melhora a imunidade, o humor, ajuda a emagrecer, diminui o estresse, evita o envelhecimento da pele, proporciona resistência aos ossos, previne e melhora gripes e resfriados, contribui para a absorção de ferro, previne derrames e tem ação antioxidante.

O alimento ainda é a maior fonte conhecida de carotenoides. Esta substância é importante para a saúde da pele e da visão. Uma pesquisa da Universidade de Sidney sugere que o goji berry pode proporcionar fotoproteção adicional em pessoas mais susceptíveis aos raios ultravioletas.

O fruto também é rico em vitaminas do complexo B, especialmente a B1, B2 e B6. A vitamina B1 ajuda no funcionamento do sistema nervoso, muscular e cardíaco e é responsável por participar do metabolismo da glicose. A deficiência deste nutriente pode causar lesão cerebral potencialmente irreversível.

Pesquisas apontam a importância da vitamina B2 como fator de proteção contra doenças cardiovasculares e processos tumorais. Já a vitamina B6 auxilia na degradação da homocisteína, substância que quando está em excesso na corrente sanguínea pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares. Além disso, ela tem um papel importante no metabolismo das proteínas, carboidratos e lipídeos e sua principal função é a produção de epinefrina, serotonina, que proporciona bem-estar, e outros neurotransmissores.

O goji berry também conta com 19 aminoácidos, incluindo os oito essenciais que o nosso organismo não consegue produzir e precisa adquirir por meio da alimentação. Os aminoácidos apresentam função essencial na manutenção da massa muscular, formação de células, proteínas e tecidos importantes.

O fruto possui 21 minerais, estas substância tem função primordial na manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico do organismo, manutenção da pressão dentro e fora das células e função protetora diminuindo os riscos de doenças. Entre os minerais, o alimento se destaca pela presença do germânio que possui atividade anticancerígena.

O goji berry conta com beta-sisterol, que tem ação anti-inflamatória, cyperone, um fito-nutriente que proporciona benefícios ao coração e pressão sanguínea e fisalina, importante para portadores de hepatite B e C. A betaína também está presente no fruto, ela é usada pelo fígado para produzir colina, substância necessária para a formação de fosfolípides, componentes de todas as membranas celulares. Por fim, o goji berry conta com polissacarídeos, especialmente as beta-glucanas conhecidos como modificadores da resposta imunológica contra processos infecciosos.

Benefícios comprovados do goji berry

Ajuda a emagrecer: Uma pesquisa publicada em 2011 no Journal of the American College of Nutrition mostrou que a ingestão diária de 120 ml de suco de goji berry durante 14 dias foi capaz de reduzir a circunferência da cintura e aumentar as taxas metabólicas em seres humanos em relação ao grupo controle que tomou um suco placebo.

Outro estudo publicado em 2005 no mesmo periódico observou que indivíduos com quantidades adequadas de vitamina C possuem 30% mais eficiência em oxidar gordura durante uma sessão de exercícios moderados do que indivíduos com baixo consumo do nutriente.

A pesquisa também mostra que indivíduos com baixo consumo de vitamina C podem ser mais resistentes à perda de massa gorda. 45 gramas de goji berry contam com 90 gramas de vitamina C, que é exatamente a quantidade diária recomendada do nutriente pelo Recommended Dietary Allowances do Governo dos Estados Unidos. Além disso, o goji berry é pouco calórico, uma colher de sopa do fruto conta com 50 calorias.

Diminui as celulites: O fruto é rico em beta-sisterol, nutriente com ação anti-inflamatória que melhora a celulite, já que ela é caracteriza por uma inflamação. Além disso, o alto teor de fibras da fruta aliado ao beta-sisterol contribui para estabilizar os níveis de colesterol, que em excesso pode aumentar as celulites.

Melhora o sistema imunológico: O goji berry é rico em vitamina C. Este nutriente aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico e que tem a função de combater microorganismo e estruturas estranhas ao corpo. A vitamina também aumenta os níveis de anticorpos no organismo. Assim, ela ajuda a fortalecer o sistema imunológico, deixando nosso corpo menos suscetível a doenças.

Melhora a visão: O fruto é a maior fonte conhecida de carotenoides. Este nutriente é responsável por prevenir e auxiliar a saúde da visão. Alguns estudos também apontam que o goji berry possui quantidades significativas de zeaxantinas que melhoram a função da retina.

Protege a pele: Os carotenoides presentes no goji berry também irão proporcionar benefícios para a pele. Uma pesquisa da Universidade de Sidney sugere que o goji berry pode oferecer fotoproteção adicional em pessoas mais susceptíveis aos raios ultravioletas.

Ação anticancerígena: Uma pesquisa realizada em 2012 e publicada no Journal of the American College of Agriculture sugere que os polissacarídeos presentes no goji berry podem inibir a proliferação de células HeLa, tipo de células cancerígenas, por indução de morte celular. Os resultados mostraram que o fruto pode agir principalmente no câncer de colón e de colo de útero.

Previne doenças cardiovasculares: Estudos publicados na Nutrition Research em 2009 indicam que o aumento do consumo de goji berry, por conter vitaminas C, E e A faz com que a ação antioxidante aumente e a oxidação do colesterol ruim, LDL, diminua. Consequentemente, o risco de doenças cardiovasculares diminui.

Goji berry também previne o câncer - Foto: Getty Images
Goji berry também previne o câncer

Além disso, o beta-sisterol presente no goji berry tem ação anti-inflamatória e também contribui para estabilizar os níveis do colesterol. Já a vitamina B6 auxilia na degradação da homocisteína, substância que quando está em excesso na corrente sanguínea pode aumentar os riscos de doenças cardiovasculares.

Protege o cérebro: O goji berry conta com ácidos graxos essenciais que são necessários para a síntese de hormônios e regulam o funcionamento do cérebro e sistema nervoso. Além disso, as vitaminas do complexo B e a forte ação antioxidante da fruta também contribuem para evitar problemas neurológicos.

Proporciona bem-estar: A vitamina B6 presente no alimento tem como principal função a produção de alguns neurotransmissores, entre eles a serotonina, que proporciona bem-estar.

Ação antioxidante: O goji berry possui forte ação antioxidante, isto porque ele é a maior fonte conhecida de carotenoides, substância que se destaca por esse benefício. Além disso, a vitamina C presente em grandes quantidades no alimento também tem ação antioxidante.

Possíveis benefícios do goji berry

Previne diabetes: Um estudo preliminar publicado no African jornal of tradicional, complementary, and alternative medicine mostrou que por possuir polissacarídeos o goji berry produz um efeito hipoglicemiante significativo quando administrado por via oral nos ratos, melhorando não só a glicemia de jejum como níveis de colesterol total e triglicérides em modelos animais diabéticos. Porém, não existem estudos que comprovem essa ação em seres humanos.

Quantidade recomendada de goji berry

Para alcançar o efeito medicinal, a dosagem diária recomendada de goji berry é entre 15 e 45 gramas ou 120 ml do seu suco.

Como consumir o goji berry

O ideal é consumir o goji berry de manhã, pois ele irá proporcionar energia para o dia que vai começar. O alimento pode ser misturado a outras frutas ou a saladas, sucos e iogurtes. No Brasil é difícil encontrar a versão in natura do goji berry, normalmente ele é consumido desidratado. Caso o alimento seja ingerido na versão desidratada é recomendado ingeri-lo com um líquido para hidratar as fibras e potencializar os efeitos benéficos. Outra opção interessante é consumir o goji berry na forma de suco.

Suplementos e chás de goji berry

Algumas pessoas optam por beber o chá de goji berry, porém ainda não existem indicações ou estudos científicos renomados que comprovem os benefícios desta bebida. Os suplementos do goji berry só podem ser ingeridos após orientação médica e também não existem pesquisas científicas renomadas que mostrem que se eles possuem pontos positivos para a saúde.

Compare o goji berry com outros alimentos

Quando comparado com outros alimentos, o goji berry se destaca pela grande quantidade de nutrientes. 45 gramas de goji berry contam com 22 vezes mais vitamina C do que uma laranja.

O fruto ainda conta com seis vezes mais vitamina c do que o kiwi, outro alimento possui grandes valores deste nutriente. O goji berry ainda conta com mais carotenoides do que qualquer outro alimento conhecido, como a cenoura.

Contraindicações

O goji berry tem ação antioxidante - Foto: Getty Images
O goji berry tem ação antioxidante

Acredita-se que alguma substância do goji berry interaja com o P450, local no fígado onde muitos medicamentos são metabolizados. Por isso, o consumo do alimento não é indicado para quem faz uso de medicações diárias importantes como para o controle glicêmico e de pressão.

Riscos do consumo em excesso

Alguns estudos realizados nos Estados Unidos apontam que o consumo excessivo de chás de goji berry tem ação inibitória de medicação utilizada para evitar trombose ou anticoagulantes.

 

Este post é uma reprodução do site: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/17403-goji-berry-ajuda-a-emagrecer-e-melhora-o-sistema-imunologico

Goji Berry o Alimento do Bem

By | Uncategorized | No Comments

Consumida pelos orientais há milhares de anos, goji berry ainda é novidade no país, mas vem conquistando cada vez mais espaço no cardápio dos brasileiros. Originária do sul da Ásia – China, Tibete e Índia -, a fruta é a sensação do momento nas dietas e destaca-se também por suas propriedades benéficas à saúde.

Rica em variedade de aminoácidos, vitaminas, minerais, ácidos graxos insaturados, antioxidantes e polissacarídeos, o goji berry agrada à primeira vista por ser pouco calórica. Uma colher de sopa da fruta possui cerca de 50 calorias. Contudo, seus benefícios vão muito além da balança.

goji-berry-fruta-e-flor-1361286684921_615x300

A alta concentração de vitamina C é um dos atrativos da fruta chinesa, como comprovado no trabalho publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Cada 100 gramas da fruta contêm 2 gramas de vitamina C. Já 100 gramas, ou uma xícara de chá, da versão seca contém 2500 miligramas da vitamina, quantidade 50 vezes maior que a de uma laranja. Além disso, ela também possui grande quantidade das vitaminas B1, B2 e B6.

A quantidade de vitamina C já justifica o consumo diário de goji berry e, segundo a nutróloga membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) Marcella Garcez, sua ingestão por meio do alimento é muito mais eficiente para o organismo do que se fosse realizada em forma de suplementos.

A nutricionista Lenycia Neri, diretora da Nutri4Life, destaca que pesquisa publicada em maio de 2008, no Journal of Alternative and Complementary Medicine, comprovou que o consumo regular da fruta asiática resulta no aumento no nível de energia, desempenho atlético, qualidade do sono, facilidade de despertar e a capacidade de se concentrar em atividades. Além disso, pode ajudar na redução da fadiga e do estresse.

01

Antioxidante

Neri afirma que a lista de benefícios não para por aí. “Devido às suas propriedades antioxidantes, essa fruta é utilizada como agente na prevenção de doenças cardiovasculares e inflamatórias, distúrbios da visão, do sistema neurológico e imunológico, além de possuir propriedade anticancerígena e antienvelhecimento”, afirma.

Já o ácido graxo chamado linoleico ajuda a reduzir a taxa de colesterol ruim (LDL) do sangue e os aminoácidos presentes na fruta colaboram para a produção de proteínas, que serão as responsáveis por enrijecer os músculos e reduzir a flacidez.

“Frutas com pigmentos vermelhos, como o goji berry, são ricas em carotenoides. Essas substâncias previnem doenças do envelhecimento e protegem a pele e os olhos”, explica também a  nutróloga Marcella Garcez.

Thinkstock

Como consumir

Depois de se impressionar com a lista de benefícios, resta saber como consumir essa fruta vermelha tão poderosa. O goji berry pode ser encontrado fresco, seco e em forma de cápsulas.

“Para que consiga alcançar seu efeito medicinal, a dosagem diária recomendada é de 15 a 45 gramas, ou 120 ml de seu suco”, afirma a nutricionista. A fruta pode ser misturada a outras frutas, saladas, sucos e iogurtes.

Como é fonte de energia, a nutróloga indica que a goji berry seja ingerida preferencialmente pela manhã e antes de atividades físicas.  “Se optar pela versão desidratada, é interessante que a pessoa consuma a fruta juntamente com um líquido pra hidratar as fibras e potencializar os efeitos benéficos”, explica.
Fonte: UOL
Confira a reportagem na íntegra aqui 

Frutas secas são boa alternativa para o lanche

By | Uncategorized | No Comments

Que tal trocar o seu sanduíche da tarde por uma porção de frutas secas e castanhas ? Elas concentram os nutrientes e, quando consumidas com moderação, são saudáveis para qualquer dieta! “Por terem maior durabilidade e serem fáceis de levar, as frutas secas são ótimas para o consumo no lanche”, diz a nutricionista Daniela Almeida.

Os benefícios? Ela explica: “Cada fruta tem seus nutrientes específicos. A ameixa seca, por exemplo, possui fibras, vitamina A (que tem influência na qualidade da visão), vitamina C (diretamente relacionada à imunidade) e algumas vitaminas do Complexo B” (que atuam de ações do sistema nervoso a queda de cabelo).

 

size_590_Frutas_secas

Escolha sua fruta seca preferida

Mas não se engane com o tamanho pequeno e nem caia na tentação de comer uma após a outra sem parar. “No caso da ameixa ou do damasco, a porção a ser consumida numa colação – aquele lanche antes do almoço – é de duas unidades”, ensina.

Principalmente nesta época do ano, elas também podem fazer parte das refeições. Sempre com moderação, claro. Daniela diz, por exemplo, que misturar uma colher de chá de uvas passas na salada ou no arroz integral dá um sabor especial ao prato. Mas atenção: “Pessoas com diabetes devem tomar mais cuidado com as uvas passas por terem alto índice glicêmico”, alerta.

castanha

Castanhas para o lanche

Além das frutas secas, as oleoginosas também podem ser incluídas na nutrição diária. São aqueles vegetais com concentração de óleos. Fazem parte deste grupo as castanhas do Brasil, as nozes, amêndoas e avelãs. “Apesar de serem calóricas, auxiliam na prevenção de diabetes e doenças cardiovasculares, pois possuem antioxidantes, como selênio e vitamina E, e gordura ômega 3, que auxilia na coagulação sanguínea e reduz inflamação.” Para a nutricionista, a castanha brasileira é uma ótima alternativa para substituir as nozes: “Possui os mesmos benefícios e um melhor custo, por ser um produto nacional.”

fonte: http://gnt.globo.com/bem-estar/dicas/Frutas-secas-sao-boa-alternativa-para-o-lanche.shtml

Dieta do Mediterrâneo

By | Uncategorized | No Comments

Como funciona?  

A dieta mediterrânea (européia) tradicional se caracteriza pela abundância de alimentos como pão, massas, verduras, saladas, legumes, frutas e frutas secas, azeite de oliva como principal fonte de gordura, moderado consumo de pescado, aves, produtos lácteos e ovos, pequenas quantidades de carnes vermelhas e pequenas ou moderadas quantidade de vinho, consumidas normalmente durante as refeições. Esta dieta é pobre em ácidos graxos saturados, rica em carboidratos e fibra, e tem alto conteúdo de ácidos graxos monoinsaturados derivados do azeite de oliva.

frutas-secas-uma-otima-pedida-3-1-441

 

Vantagens

Proteger o coração contra infartos, diminuir o risco de câncer, defender a pele contra agressões, retardar os danos ao cérebro causados pelo envelhecimento e aumentar a longevidade. Esses benefícios à saúde oferecidos pela Dieta Mediterrânea em geral, e pelo azeite de oliva, em particular.

azeite-oliva2

 

Uma dieta saudável e que ajuda a manter uma vida mais ativa e com mais energia, experimente hoje mesmo!

 

fonte: http://bemstar.globo.com/index.php?modulo=guia_dietas&guia_id=9

Hidratação, saiba quais alimentos ajudam à se hidratar

By | Uncategorized | No Comments

Sol e calor em muitas regiões do Brasil acontecem praticamente o ano inteiro. Para melhorar a disposição e não sentir mal-estar nos treinos, ainda mais se o exercício for ao ar livre, o atleta precisa dar uma atenção especial à hidratação, através de alimentos ricos em água, vitaminas e minerais, aumentando o consumo de frutas, verduras e legumes.

Hidratação – Foto:Divulgação

Segundo a nutricionista Cristiane Perroni, o consumo de água deve ser prioridade.
– É preciso ingerir de dois a três litros de água por dia, para manter as funções normais do organismo e evitar a desidratação. Importante também é não esperar a sensação de sede para beber água.
A reposição de líquidos deve ser constante, não só durante o treino, mas também no resto do dia. Atletas que se exercitam por mais de uma hora e meia devem consumir, além de água, bebidas esportivas para repor também os eletrólitos. Durante o treino, é importante reforçar a hidratação a cada 15 a 20 minutos.
Outro ponto fundamental é reduzir a ingestão de sódio, que aumenta a pressão sanguínea e causa retenção de líquidos.
– O sódio está presente no sal e em alimentos industrializados, embutidos, sopas instantâneas, caldos de carne/legumes e refrigerantes – afirmou a nutricionista.

 

As frutas, verduras e legumes são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras, além de serem refrescantes. Os vegetais verde-escuros e legumes crus podem ser consumidos livremente nas refeições diárias, por apresentarem baixo teor calórico. É bom evitar temperos ou molhos à base de queijo, maionese e creme de leite. Azeite, limão, vinagre e os molhos à base de iogurte são melhores opções para o verão.

Frutas Secas - Foto:Divulgação

Frutas Secas – Foto:Divulgação

As carnes brancas de aves e peixes são as mais indicadas para esta época, pois são mais facilmente digeridas, o que evita desconfortos digestivos, além de serem mais saudáveis. Limite o consumo de carne vermelha para duas vezes por semana, de preferência no almoço. Retire a pele das aves e dos peixes e a gordura visível das carnes. A forma de preparo deve ser cozida, grelhada ou assada, para evitar as frituras.

Opções de doces saudáveis e mais leves são frutas in natura, salada de frutas, frutas secas (como o damasco), banana passa, maçã, banana e abacaxi desidratados e a polpa do açaí batido com uma fruta, de preferência, sem xarope.

Fracione a dieta em cinco ou seis refeições diárias com menor quantidade de alimentos e intervalos de até três horas, para facilitar a digestão e melhorar a disposição. Evite álcool e cafeína.
Dicas anotadas, protetor solar garantido, garrafa de água em mãos e tênis nos pés? Bons treinos!

 

fonte: http://globoesporte.globo.com/eu-atleta/noticia/2012/03/fique-por-dentro-dos-alimentos-que-conferem-aos-atletas-boa-hidratacao.html

Castanha do Pará – Retarde o envelhecimento!

By | Uncategorized | No Comments

Cabe na palma da sua mão, e ainda sobra um espaço e tanto, a arma que vai superproteger as unidades microscópicas do seu organismo. Em segundos, ao mastigar uma única castanha-do-pará, você recarregará os níveis de um mineral extremamente importante para uma vida longa e saudável: o selênio. A pequena oleaginosa repõe a quantidade do nutriente necessária para dar combate ao envelhecimento celular, causado pela formação natural daquelas incansáveis moléculas que danificam as células, os radicais livres.

Um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, atesta que a ingestão diária de duas castanhas-do-pará recentemente rebatizadas castanhas-do- brasil eleva em 65% o teor de selênio no sangue. Mas provavelmente os neozelandeses não usaram o legítimo produto brasileiro. Ora, nós somos sortudos. É que ascastanhas produzidas no Norte e no Nordeste do país são tão ricas em selênio que bastaria uma unidade para tirar o mesmo proveito. A recomendação é de que um adulto consuma, no mínimo, 55 microgramas por dia, diz a nutricionista Bárbara Rita Cardoso, pesquisadora do Laboratório de Minerais da Universidade de São Paulo. E com uma unidade da nossa castanha já é possível encontrar bem mais do que isso de 200 a 400 microgramas do bendito selênio. Aliás, o limite de consumo diário do mineral é de 400 microgramas, portanto, não vá com muita fome ao pote. No caso de uma criança, meia castanha seria suficiente, afirma Silvia Cozzolino, presidenta da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição.

E por que toda essa fama do selênio? Ele é essencial para acionar enzimas que combatem os radicais livres, responde Christine Thomson, a pesquisadora neozelandesa que investigou as propriedades da castanha. O selênio se liga a algumas proteínas já existentes em nosso corpo para formar essas enzimas antioxidantes, descreve, completando, Bárbara Cardoso. Na ausência dele, as tais enzimas fi cam sem atividade e, então, deixam de combater os radicais e ainda desguarnecem as defesas do organismo.

O mineral da castanha também teria um papel especial na proteção do cérebro. É que, com essa capacidade de acabar com a farra dos radicais livres, as células nervosas seriam preservadas, evitando o surgimento de doenças neurodegenerativas com a idade. Justamente por isso, a pesquisadora Bárbara Rita Cardoso começa a estudar os possíveis benefícios do selênio em portadores do mal de Alzheimer. A gente desconfia que nesses pacientes os radicais façam maiores estragos, diz ela.

A tireóide também funciona melhor na presença do selênio, acrescenta Christine Thomson. Isso porque, se não houver esse elemento, ela não consegue produzir direito seus célebres hormônios. O mineral também está intimamente associado à capacidade de o organismo se livrar de substâncias tóxicas, ajudando-o inclusive a expulsar possíveis metais pesados que se alojam nas células.

Reportagem: Saúde Abril

Vamos beber água?

By | Uncategorized | No Comments

Você sabia que beber água é muito importante para o funcionamento do nosso organismo? E além disso, a água ajuda o nosso corpo em muitas coisas que as vezes nem percebemos ao dia-a-dia, então para ilustrar e conscientizar você da importância de beber água, separamos 5 motivos que podem mudar a sua vida, veja abaixo:

 

 

1 – Ajuda a emagrecer

De acordo com a nutricionista funcional Gabriela Maia, a água é essencial no processo de emagrecimento. “O consumo regular e diário ajuda na eliminação de toxinas através da urina e das fezes, permitindo que o organismo equilibre suas funções. Além disso, o organismo pode confundir fome com sede. Quando sentir aquela “ fominha” no meio da tarde, beba um copo de água antes de comer, assim você se sentirá saciada por mais tempo”, diz a nutricionista.

2 – Mantém pele, unhas e cabelos mais bonitos

A médica ortomolecular Lila Valente, da Clínic Med, explica que todos os órgãos sofrem com a perda de líquido corporal. “A pele é o primeiro a sentir os efeitos da falta de água no organismo. Avaliando suas características podemos perceber se a pessoa bebe água regularmente, já que casos de desidratação leve já podem provocar a diminuição do tônus, textura e elasticidade da pele”, diz a médica.

3 – Evita inchaços e retenções de líquidos

Se você costuma se sentir inchada, beber água deve ser um hábito comum como escovar os dentes: “Bebendo água ao longo do dia você evita que o organismo retenha o sódio, grande responsável pelo desconforto do inchaço”, explica Gabriela Maia.  Ela explica que beber os tais dois litros de água recomendados também ajuda a amenizar a celulite. Gabriela Maia também sugere as águas aromatizadas: “Antes de dormir, coloque rodelas de limão, laranja folhas de hortelã em uma jarra com dois litros de água, conservando-a na geladeira. No dia seguinte você terá uma bebida refrescante e livre de calorias”, recomenda a nutricionista.

4 – Evita dores de cabeça e mau humor

Segundo Lila Valente, é preciso, sim, beber dois litros de água todos os dias. “Esquecer ou deixar de beber água no dia a dia pode provocar dores de cabeça, vômitos, náuseas, diarreias e febre”, diz a médica. Gabriela Maia explica que a desidratação leve, causada pela falta de água diária é mais comum do que imaginamos. “O simples fato de sentir sede é um indício que o organismo está com o estoque de água abaixo do recomendado e começa a entrar em estado de desidratação. Por isso, não espere sentir uma sede desesperada para beber água”, diz a nutricionista funcional.  Estudos recentes indicam que uma desidratação leve (com a perda de apenas 1% de água) pode afetar o humor, provocando até ataques de raiva.

5 – Previne problemas nos rins

Quanto menos água uma pessoa bebe, maiores os riscos das substâncias formadoras dos cálculos renais se unirem, formando as chamadas pedras nos rins. Estudos indicam que quem já sofreu com o problema, mas aumentou a ingestão de água, é capaz de reduzir em 60% o desenvolvimento de novos cálculos nos rins. “A água também ajuda a hidratar as fezes e eliminar toxinas através da urina”, diz a nutricionista Gabriela Maia.

 

Tome bastante água, hidrate seu corpo e tenha uma vida ainda mais saúdavel!

fonte: http://gnt.globo.com/bem-estar/dicas/Cinco-motivos-para-beber-agua.shtml

 

 

 

Os benefícios das frutas secas

By | Uncategorized | No Comments

Amêndoas, nozes, castanhas… Embora contenham gorduras, elas carregam apenas as do tipo insaturado, que não fazem mal ao coração. Pelo contrário. Recentemente, o FDA, órgão que controla medicamentos e alimentos nos Estados Unidos, divulgou que consumir 2 colheres de sopa dessas frutas diariamente reduz o risco de doenças cardíacas. Elas também são ricas em vitamina E, cálcio e fibras. Mas, por causa do alto teor calórico, devem entrar na dieta com muita moderação. “Elas podem enriquecer saladas, massas ou cereais matinais ou até mesmo substituir lanches da manhã ou da tarde”, afirma a nutricionista Cibele Crispim, da RGnutri Consultoria Nutricional, de São Paulo. A seguir, indicamos o que há de melhor em cada uma delas e a quantidade de calorias em 100 gramas.

CastanhaDoPara

Castanha-do-pará
É um curinga para quem segue a dieta vegetariana, porque contém excelsina, proteína considerada completa. Mas a sua maior vantagem é garantir altas doses de selênio, substância que age no funcionamento cerebral e atua como antioxidante. Como o Brasil apresenta um solo pobre desse mineral, os vegetais provenientes dele também o são. No entanto, uma única castanha-do-pará por dia é suficiente para atingir a cota diária recomendada, de 70 microgramas.
656 cal

Pistache
Ótima fonte de cálcio e proteínas, é muito rico em vitamina B6, necessária para a produção dos hormônios e também para a formação de vários neurotransmissores.
640 cal

Amendoim
Entre seus segredos, além das proteínas, estão o potássio – responsável pelo equilíbrio dos líquidos no organismo – e as vitaminas do complexo B – que auxiliam no funcionamento do sistema nervoso. Em mulheres grávidas, pode aliviar bastante as ondas de azia.
570 cal

MacadâmiaMacadamia
De todas as frutas secas, é a que mais contém as benéficas gorduras insaturadas. É também a campeã em calorias.
702 cal

Avelã
Tem vitamina E e muito cálcio, que ajuda a manter a saúde dos dentes e dos ossos. Para quem não consome leite e derivados, é uma ótima alternativa.
633 cal

Amêndoa
Contém vitamina E, poderoso antioxidante que protege o coração. Outro ponto forte é a quantidade de fibras, fundamentais para o intestino.
589 cal

Castanha de caju
Boa fonte de fósforo, ferro, sódio, potássio e proteínas, ela é também altamente energética. Por conter um óleo irritante, que causa queimação no aparelho digestivo, deve ser consumida torrada. Os indígenas, aliás, já sabiam que o aquecimento torna o óleo inativo.
609 cal
Nozes

Noz
Rica em ácido graxo alfa-linolênico ômega 3, uma gordura insaturada. Também contém cobre, magnésio, potássio e arginina, aminoácido importante para a circulação. É ainda um excelente moderador de apetite, aumentando a sensação de saciedade. Cinco unidades antes da refeição diminui a fome.
651 cal

 

Fonte: http://claudia.abril.com.br/materia/os-beneficios-das-frutas-secas/?p=/saude/prevencao-e-cura